O que aprendi lendo “Eu, Wolverine”

E essa manicure toda, hein?

E essa manicure toda, hein?

A editora Panini relançou recentemente uma edição encadernada da minissérie Eu, Wolverine. Eu já não sou muito fã do mutante canadense, mas resolvi dar uma chance para o personagem depois de tanta propaganda sobre a história – com roteiro de Chris Claremont e desenhos de Frank Miller. E abaixo segue o que eu aprendi:

Chris Claremont: Eu REALMENTE não gosto do texto cara. E eu pensando que ele só tinha ficado gagá lá no final dos anos 90. Eu saiu correndo na direção oposta de tudo o que ele lança em quadrinhos. Ele está sempre querendo fazer sagas intergalácticas, épicas e cheias de personagens bizarros. Sem falar que ele sempre coloca os personagens flertando das formas mais estranhas e fakes do mundo. Alguém lembra das corriqueiras edições em que ele coloca os X-men usando seus poderes em alguma partida casual de beisebol, basquete ou futebol americano? Lendo esse encadernado percebi que o tadinho era bem ruim desde sempre. O texto é massante. E o cara não consegue se segurar e fica repetindo os mesmo chavões do Wolverine até dizer chega! Alguém pode me explicar também por que ele exagera nos balões de pensamento só pra escrever exatamente o que está acontecendo no quadro? Preguicinha dele.

Tigresa? Miau...
Tigresa? Miau…

Wolverine: Eu REALMENTE não gosto do personagem. Não gosto dele, não gostei do filme, não gosto do fato de que ele é onipresente e participa de quase todas as equipes de heróis da Marvel – precisando fatiar cebola, chama o Wolvie! Não gosto daquele papo de que o Wolverine precisa lidar com sua fera interior e bla bla bla, vou cortar todo mundo e me curar no final. E qual é a louca que em sã consciência dá para um cara baixinho, peludo, mal educado e com um corte de cabelo daqueles? A única coisa que gosto mesmo é do Hugh Jackman, e preferencialmente sem camisa e rosnando. Mas esse, não tem nada a ver com a revista.

Politicamente incorreto: adoro o fato de que só nas revistas seriadas antigas você vê alguém fumando. As recentes aboliram o cigarro e geralmente os colocam nas bocas dos vilões e pessoas suspeitas. Adoro o politicamente incorreto dos anos 80.

Cores: É impossível não notar a evolução das técnicas de coloração em quadrinhos. As antigas tinham cores parecidas com alguns livros infantis de hoje – o sangue do urso, no primeiro número da minissérie, é rosa.

Saldo da experiência: algumas horas perdidas e um post no meu novo blog.

Anúncios

2 Comentários

Arquivado em Resenha no seu quadrinho

2 Respostas para “O que aprendi lendo “Eu, Wolverine”

  1. Fabiano

    pelo q notei vc detesta wolverine em tudo e em qualquer lugar. seu texto nao ta ruim…ate é bom..mas dizer q EU WOLVERINE é ruim aí vc ta dizendo q nao entende nada de conceito de HQ e só quer saber do momento de uma açao. oq vale a dizer é q essa ediçao definiu a personalificaçao do personagem wolverine e é o como nós o conhecemoms hoje. se aquele super desenho dos x-men do inicio dos anos 90 no qual mostram os personagens no bom estilo e marcante JIM LEE como conhecemos hoje é pq é otimo…e se conhecemos wolverine nos filmes de hoje e em hqs atuais com suas açoes e reaçoes é devido ao EU,WOLVERINE.nao sei quanto a vc mas eu li e adorei EU,WOLVERINE.vai ver eu ainda apesar de ter meus 31 anos sei ler..admirar e entrar num clima de hq como acontecem nos filmes..series..desenhos…e jogos.

  2. Cara, realmente o texto está bem escrito, mas você falou uma grande bobagem. Você odiar o personagem é um direito seu, mas não consegui enchergar a a grande obra que é Eu, Wolverine….você não precisa gostar, mas precisa avaliar corretamente o que é bom ou ruim de verdade, independente se você gosta ou não.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s