Conheça Marvel Divas e Gothan Sirens, novas séries femininas no mundo dos quadrinhos

Sereias e Divas: Who is hot and who is not?

Sereias e Divas: Who is hot and who is not?

As duas grandes editoras de quadrinhos, Marvel e DC Comics, apostaram nesse ano em séries que têm como protagonistas grupos de mulheres enfrentando não só seus dilemas super-heróicos, mas também seus dilemas femininos. Cada um com uma abordagem diferente – e com sucessos também diferentes.

Do lado da Marvel temos Marvel Divas, que reúne Felina, Gata Negra, Flama e Fóton, mostrando como heroínas tão discrepantes acabaram se tornando amigas e unindo-se no combate ao crime.

Na DC, Mulher-Gato, Hera Venenosa e Arlequina se reúnem mais uma vez em Gothan Sirens, mostrando suas vidas depois da queda do homem-morcego – na cronologia americana, já que sua morte ainda é inédita em páginas brasileiras.

Cheguei a ler as duas primeiras edições das duas séries – sendo Sirens uma mensal e Divas apenas uma minissérie – e aqui está o que achei das duas.

Primeiramente, dei a notícia do lançamento dos dois títulos prevendo que seriam versões quadrinizadas de Sex and the City. Enganei-me apenas em uma delas.

Marvel Divas realmente tenta dar um ar Carrie Bradshaw à personagem Patsy (que nas horas vagas se veste de Felina), a narradora da série. Todas as protagonistas aqui mostram os seus problemas femininos fora do mundo dos mascarados. Mas sinceramente, tudo se torna bem tolo e fútil. É engraçadinho no máximo, e justifica seus números contados. As situações desenvolvidas nas vidas das heroínas não se encaixam muito bem com o enredo fantástico de suas vidas pregressas no universo Marvel. Elas tentam falar de relacionamentos com homens grudentos, ou homens controladores demais, mas você realmente não quer ver isso nas páginas de sua revista ao menos que tenham alguma profundidade. E em Divas, tudo é tão profundo quanto a inteligência do Groxo.

Gothan Sirens, porém, não quer parecer nada com o seriado de TV. Na verdade, o trio protagonista não chega a falar de nenhum relacionamento tolo com algum flerte passageiro. De leve, apenas o eterno envolvimento de Selina Kyle com Batman, e de Harleen com o Coringa. A série pretende mostrar a heroína e as duas vilãs se unindo em uma realidade sem o maior defensor de Gothan City. Aqui tudo é intriga e incerto. Até o relacionamento das três é questionável. O final também é mais interessante do que o ridículo encerramento da primeira edição de Marvel Divas – nada de spoilers!

Pretendo acompanhar Sirens enquanto desprezo a mesmice idiotizante de Divas – e olha que de divas, eu entendo.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Resenha no seu quadrinho

Uma resposta para “Conheça Marvel Divas e Gothan Sirens, novas séries femininas no mundo dos quadrinhos

  1. Pingback: Sex and the City inspira quadrinhos femininos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s